Conselho farmacêutico #4 - Alergias solares e "escaldões"

sábado, julho 12, 2014 Ariadne 0 Comments

Com o calor vêm as idas à praia, à piscina, ao campo, a prática de desporto e todas as outras situações que podem resultar em excesso de exposição solar desprotegida. Claro, volto a repetir-me, proteção solar é essencial. (vão-me ouvir falar muito sobre isto, porque cancro de pele é algo muito importante e muito desvalorizado até ser tarde de mais, e porque tenho um sério medo destas coisas)

Mas descuidos acontecem; por vezes vamos dar um passeio (nem é preciso falar de ir à praia), não colocamos proteção solar e ao final do dia olhamo-nos ao espelho e temos a pele vermelhíssima (e quente). Os "escaldões" são queimaduras solares e podem variar. Existem aqueles casos em que a pele fica "apenas" vermelha e quente, existem outros em que dói ao toque e existem também aqueles casos extremos em que o simples toque da água arde na pele e a pele dói mesmo sem nada a tocar, formam-se borbulhas em toda a zona escaldada. 
O importante em todos os casos consiste em hidratação profundamente a pele e refrescá-la; os pós-solares colocados várias vezes ao dia ajudam. Quando a pele já dói, é importante colocar, para além de um creme muito hidratante, um produto próprio para queimaduras; geralmente o Biafine resulta. Muito provavelmente a pele vai começar a sair, pois foi exposta a uma agressão muito grande e morreu, sendo necessário remover e promover a proteção da nova camada de pele. A hidratação da pele é de extrema importância; para o corpo, apostem em pós-solares como o da Àvene ou o creme hidratante da Barral (são muito hidratantes, para além de conferirem uma sensação de frescura). Andarem com uma garrafinha de água termal também ajuda a manter a pele hidratada e fresca, conferindo alívio.


Para os casos mais graves, como as bolhas, gase gorda, Biafine, anti-inflamatórios e esperem não ter de ir ao médico.

A pele sensível ou alérgica ao sol pode manifestar-se sob a forma de vermelhidões, sensações de calor, facilidade em apanhar queimaduras solares ou dar origem a borbulhas, comichões provocando assim um verdadeiro incómodo. 

A lucite estival - muitas vezes qualificada como alergia solar - é a mais frequente das fotodermatoses. Desencadeada pela radiação solar, provoca a erupção de pequenas borbulhas vermelhas acompanhadas por prurido (imagem do centro em cima e imagem grande em baixo). Tão desconfortável como inestética, manifesta-se sob a forma de pequenas borbulhas vermelhas acompanhadas de prurido, normalmente localizadas no peito, nos ombros, nos braços e nas pernas, sem esquecer o peito dos pés. Existe apenas uma solução: a prevenção! 
Noutros casos, o tratamento passa pela toma de anti-histamínicos para aliviar os sintomas de vermelhidão, prurido (= comichão), bolhas; adicionalmente, hidratação da pele e proteção solar, e muita!Protetores com SPF 50 e de preferência compostos por filtros minerais, cobrir as zonas propensas a desenvolver alergia. 

Em caso de dúvida, passem por uma farmácia ou por um dermatologista ;)

0 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)