20 a 26 de outubro

domingo, outubro 26, 2014 Ariadne 0 Comments

Tenho andado tão ocupada / cansada / sem inspiração / sem saídas que deixei de tirar fotos para fazer as semanais. Por isso é provável que a rubrica ganhe um novo formato. Hoje venho contar-vos uma história que aconteceu durante a semana, mas não contei logo na altura.
Na segunda feira tive uma consulta no centro de saúde para discutir com a minha médica de família a questão das dores de cabeça. Fui para lá apreensiva porque das últimas vezes que tinha consulta marcada com ela, acabava sempre a ter consulta com o interno. Está certo que ele já tem alguma experiência e tem de aprender e é necessário delegar trabalho, mas a minha médica está relativamente por dentro das minhas coisas, ela sabe que fiquei hipocondríaca com o esgotamento nervoso, e que se eu faço análises clínicas anuais não é por achar que tenho alguma coisa, mas sim para ficar descansada; não quero uma resposta como a que ele me deu "É muito nova para fazer análises todos os anos". Bom, tive consulta com ela.
A médica tinha-me pedido para fazer um diário das dores de cabeça e concluiu-se que são dores não preocupantes, apenas incomodativas; não tenho enxaquecas desde que mudei de método contracetivo (os estrogénios causam dores de cabeça em muitas pessoas).
Queixei-me também de cansaço; posso ter exagerado um bocadito para ela me passar um certo tipo de análises. Resultado: saí de lá feliz da vida. Agora falta fazer as análises e fico descansada.
Nem tudo foram rosas; nunca o são nos centros de saúde!! Tinha consulta às 15:20; cheguei ao centro de saúde às 15:10, fui atendida pelas administrativas às 15:25/30, chamaram-me para a consulta às 16:15, às 16:30 já estava no carro. Naquele dia a espera até foi pouca!! Na vez que lá fui com a intoxicação alimentar, cheguei às 8:25, tinha uma pessoa à minha frente, a médica supostamente entrava ao serviço às 8:30, a pessoa à minha frente foi chamada às 9:40/45, eu fui chamada às 10:20. Isto para quem está agoniada com vómitos, cólicas, e muito sono!!!, é terrível! Os serviços administrativos fizeram greve hà dias porque não têm condições para trabalhar; acredito que seja verdade, mas os utentes também não têm condições para lá estar. Desta última vez eu estava numa hora de almoço de três horas; tive tempo para almoçar, estar no centro de saúde, e ainda passar por casa para ir buscar um lanche. No entanto, quantas não são as pessoas que perdem um dia de trabalho por estarem horas à espera de consultas que estão marcadas, ou seja, não é ir à vaga a ver se arranjam consulta!! O pior do Sistema Nacional de Saúde é mesmo os tempos de espera; há muitas coisas más, mas se melhorassem os tempos de espera os utentes agradeciam muito. O pior é que, por vezes, o utente espera e espera e é recebido com mau humor e incompetência! Recebe-se muito mal no sistema público de saúde e os profissionais de saúde, em vez de, apesar de tudo, tentarem seguir a sua vocação e tratar bem a pessoa, simplesmente deixam de se importar; o pior, é que muitos deles também são mal tratados pelos utentes e em más condições de trabalho não há quem consiga seguir a vocação (eu acredito que para médicos e enfermeiros só vai quem tem mesmo vocação).

0 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)