A vergonha

segunda-feira, outubro 13, 2014 Ariadne 2 Comments

Estava na fila de supermercado quando reparo na rapariga à minha frente. Estranhei o facto de ela não ter compras em cima do tapete e olhei-lhe para as mãos. Um olhar atento revelou-me que ela tinha na mão um pacote de preservativos Durex embrulhado num papel. Quando chegou a sua vez, entregou-o rapidamente à rapariga da caixa e guardou-o ainda mais depressa num saco.
 
Não vou dizer que não compreendo. Muitas pessoas têm vergonha de ser vistas a comprar este tipo de produtos, especialmente as mulheres. Na farmácia passa-se exatamente a mesma situação: quantos não foram os homens e rapazes (por acaso nunca vendi a mulheres) que perguntam baixinho pelos preservativos ou pousam a caixa em cima do balcão de forma acanhada e com a parte da frente da caixa voltada para baixo (digo-vos já: prefiro este tipo de pessoas àquelas com ar presunçoso e que me levantam as sobrancelhas como que a gabar-se. Me-do!).
 
Também existe muita vergonha da parte das mulheres quando me vêm pedir algo para infeções vaginais; muitas até apresentam um ar culpado. Fica já a informação: infeções vaginais é uma coisa super frequente, vulgar e não é sinónimo de má higiene!! As infeções vaginais podem ocorrer devido a stress, sistema imunitário em baixo, cansaço, alterações na rotina//hábitos/alimentação, medicamentos, mudança de gel de duche, não utilização de um produto de limpeza íntima adequado, roupa apertada, roupa interior de material sintético (o algodão é a melhor escolha).
 
Agora, o que me faz mesmo confusão são aquelas mulheres que têm vergonha de serem vistas a comprar pensos higiénicos, tampões, etc. Na sociedade de hoje, deveria haver suficiente à-vontade para uma mulher não se sentir constrangida. A população está suficientemente informada para saber que é uma fase natural da vida feminina, que todas passam por isso, e que é algo perfeitamente normal. Não há preconceito! (se bem que em meios pequenos, como aldeias, a vergonha seja maior porque nesses meios as pessoas são hiper-mega-tremendamente coscuvilheiras!)
 
Pessoalmente, não tenho vergonha de ser vista a comprar preservativos, produtos íntimos, etc.; já tive vergonha que a minha mãe visse que eu comprava preservativos, mas isso também já passou. É melhor comprá-los do que a alternativa.

2 comentários :

  1. Infelizmente tenho de concordar contigo. Existe imenso constrangimento, principalmente, das mulheres, e algum preconceito. A julgar por alguns comentários, acredito que existam pessoas que capazes de julgar uma mulher pelo simples facto de ela estar a comprar uma caixa de preservativos. Se fosse um homem, seria muito mais natural. Afinal de contas, é homem não é? E é com este tipo de mentalidades que nos deparamos todos os dias.

    ResponderEliminar
  2. Hello hello :)
    Estudei e trabalhei na área da sexualidade... Sei bem o que falas :)
    No local onde trabalhei DÁVAMOS preservativos e ainda assim as pessoas não iam buscar!

    ResponderEliminar

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)