"If I stay"

terça-feira, novembro 18, 2014 Ariadne 0 Comments

Como é que eu meço a qualidade de um drama? Pela quantidade de lágrimas e pela duração do choro proporcionalmente ao tempo de filme. Credo! Nunca chorei tanto durante um filme. O filme tem 1h46min e eu devo ter chorado durante 1h10min (exclui-se as partes iniciais e os créditos finais).
Gostei tanto do filme. Chorei não só pelo que acontece à personagem, mas também por mim própria. Este é um daqueles filmes que nos faz sentir a pouca importância que damos ao que realmente importa; faz-nos sentir a nossa pequenez. 
Vi-o com a minha mãe e só me apetecia estar de mão dada com ela. O filme aborda aquela questão mais básica da vida: pensamos ter a vida toda e, num momento, perdemos tudo, até a nós próprios. Mexeu mesmo muito.
É uma história de amor, amor familiar, amor pela nossa cara metade, amor pelos nossos sonhos. É uma história que não tem nada de diferente da nossa própria história. Todos nós temos sonhos, vivemos a nossa vida, amamos loucamente, chateamo-nos por amor, não ligamos à fugacidade de tudo. Só de me lembrar, fico com um aperto no coração. Só quero abraçada e nunca largar a minha mãe, a minha irmã, o meu sobrinho, o D*, o meu pai também!! Pensamos que temos o tempo todo, mas não temos; ninguém sabe o dia de amanhã. Se algo deste género me acontecesse... não sei dizer o que faria, como lidaria, porque nem eu própria sei; são situações que uma pessoa só sabe como lidar (ou não) na altura, e eu espero não ter de pensar nisso em tempos próximos, ou seja, durante os próximos milhares de anos infinitos!...

Quando vi pela primeira vez o trailer, fiquei logo emocionada, juro! O filme cumpriu.
A banda sonora também está completamente adequada. Tem o tom certo de tristeza, emoção, paixão, perda. 
Sobre o final, é mais do que óbvio como acaba; tinha previsto que ia acabar exatamente naquele tipo de cena. O facto de ser óbvio desde o início não tira qualidade ao filme, como costuma acontecer com outros filmes em que se prevê mais ou menos o final.
Se aconselho? É claro, sem dúvida. Coloquem os kleenex ao lado das pipocas. Ah, e não vejam com alguém que não costuma estar sossegado durante os filmes; interiorizem o filme, sintam cada parte, cada momento.

Trailer: aqui.

Sinopse: "Mia Hall acreditava que a decisão mais difícil que enfrentaria em sua vida seria ter que escolher entre seguir seus sonhos na escola de música Juilliard ou seguir um caminho diferente com o amor de sua vida, seu namorado rebelde, Adam. Mas quando o que deveria ter sido um passeio despreocupado de família leva a vida de sua mãe Kat, seu pai Denny, e seu irmão mais novo Teddy, tudo muda em um instante, e agora sua própria vida está em jogo enquanto ela está em coma em um hospital. Presa em um limbo entre a vida e a morte para um dia revelador, ela pisca de volta para seu passado, e tem uma experiência extracorpórea enquanto observa amigos e familiares se reunindo no hospital. Ela deve tomar uma decisão que não só irá decidir o seu futuro, mas o seu destino final."

0 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)