Do fim de semana

segunda-feira, março 02, 2015 Ariadne 2 Comments

Este foi um fim de semana para abrandar o ritmo e desligar um pouco.
A última semana foi muito cansativa e atribulada; muito trabalho na farmácia e em casa também, já para não falar de um dia que passei emocionalmente em baixo, o que também cansa bastante. Isto para não falar dos últimos tempos desde o meio do mês em que tenho andado tão dispersa que, com tanto tempo que tive e que podia ter sido bem aproveitado, dei por mim e março já tinha chegado. Tenho andado tão desconcentrada que tenho chegado no limite das horas, ando sempre a correr, não tenho visto séries, não ouvia música (a que passa na farmácia não conta), ler é mentira e nem pensar em ver filmes - demora muito tempo e não consigo ficar quieta a prestar atenção ao filme inteiro.

O D* foi a casa no fim de semana e eu não fui logo com ele porque tinha o aniversário da minha irmã mais nova no sábado à noite. Então aproveitei o sábado para passar algum tempo sozinha, sem horários, restrições, ou coisas programadas para fazer. Apesar de não ter feito certas coisas que queria fazer, foi sem dúvida um dia relaxante. De manhã aproveitei para ir à esteticista e fazer uma caminhada de regresso a casa. À tarde fui até à praia beber café (sempre sozinha), organizei a agenda para a semana e ainda me fui sentar na areia a absorver a radiação solar e observar uns surfistas. Ainda estive lá uma horita. Eu não tenho problemas em fazer coisas sozinha, até gosto! Por vezes é bom termos um tempo só para nós, para os nossos pensamentos. É necessário sabermos estar e divertirmo-nos sozinhos, para, um dia que alguém não possa fazer algo connosco, não ficarmos tristes e deprimidos por não termos companhia. Claro que a companhia é boa, mas por vezes estarmos sozinhos connosco próprios também é bom.
Ao regressar a casa aproveitei para colocar em dia a leitura dos blogues e preparar um post para o meu. Tinha planeado fazer uns tratamentos de pele, mas a minha irmã ligou-me e fui com ela e com o meu sobrinho brincar para um pequeno parque infantil. Tivemos depois o jantar de aniversário da mais nova. 12 aninhos; credo como o tempo passa depressa!!

No domingo, para grande descontentamento da minha mãe que não achou piada ao assunto, entrei de manhã no comboio e fui ter com o D* a casa dos pais dele. Há meses que não vejo os meus sogros e a malta de lá; claro que ia aproveitar a minha folga para os ver, nem que fosse por apenas umas horas, e é isto que a minha mãe não compreende, achando um desperdício de dinheiro (o bilhete nem foi caro, fui eu que paguei, por isso qual é o stress?...). Passámos a tarde em Vila Nova de Milfontes, com um solinho convidativo, a colocar a conversa em dia.
Seguem então as fotos tiradas no sábado.









INSTAGRAM     |     BLOGLOVIN

2 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)