Higiene íntima feminina

sexta-feira, março 13, 2015 Ariadne 1 Comments

A questão da higiene íntima ainda é muito proeminente na vida das mulheres. Muitas acham que podem fazer esta higiene com qualquer tipo de produto, seja um sabonete de glicerina ou mesmo o gel de duche. No entanto, tal não pode acontecer e muitas vezes surgem infeções derivado ao uso de produtos incorretos para esta zona específica do corpo. 
Vamos por partes.

A vagina é uma zona que tem um pH diferente do resto do corpo, assim como existem pHs diferentes em zonas diferentes. O pH é uma medida de acidez ou basicidade, e é necessário adequar os produtos aos diferentes pHs. A pele tem um pH diferente do pH da vagina, o que torna inadequado o uso do gel de duche na higiene íntima. Mas, tanta conversa sobre pH e qual é a sua importância? Todos os seres vivos são regulados pelo pH, tendo a certeza que em certos sistemas, como o sistema circulatório, o ambiente não está demasiado ácido ou básico, assegurando o bom funcionamento da vida.

O pH vaginal varia entre 3,8 a 4,2, o que significa que os produtos usados nesta área têm de ter um pH semelhante para evitar variações que levem à proliferação de organismos suscetíveis de causar infeções. Na nossa vagina existem umas bactérias benéficas chamadas de lactobacilos.A redução do nível de lactobacilos na vagina é a principal causa das irritações e infeções. O tratamento com antibióticos pode diminuir o nível dos lactobacilos da mesma forma que mata bactérias. Situações de stress e de baixa da resistência do organismo, dependendo do impacto, causam o mesmo efeito e podem produzir infeções. A aproximação da menopausa e mudanças que o desequilíbrio hormonal produzem também afetam o pH, assim como mudança ou paragem da toma da pílula. 

Desde tenra idade que se devem usar produtos adequados a cada tipo de pele. Existem produtos de higiene íntima para meninas antes da puberdade, para a altura da puberdade, para idade adulta, para pele sensível facilmente irritável, para higiene na altura de infeções, para a menopausa e gravidez. Sim, a panóplia deste tipo de produtos é enorme. Por isso, como escolher?
Primeiro, tem de especificar na embalagem que é para zonas íntimas; depois, preferencialmente, sem perfumes ou outros agentes irritantes, pois provocam irritações, comichão, ardor, sintomas muito semelhantes a infeções vaginais, mas facilmente corrigíveis com a substituição do produto de higiene.
As toalhitas são de evitar, pois permanece produto na vagina e esta deve ser sempre limpa com água; em certas situações, as toalhitas servem perfeitamente, mas não em uso diário. Sabonete sólido ou líquido já depende da preferência de cada uma, desde que adequado a higiene íntima. Outra questão: basta lavar uma vez por dia, a não ser que tenham uma infeção ou estejam menstruadas, lavar de mais remove as bactérias benéficas, deixando a vagina suscetível a desenvolver uma infeção.

Deixo-vos de seguida links para alguns produtos de higiene íntima disponíveis em farmácias:


INSTAGRAM     |     BLOGLOVIN

1 comentário :

  1. Obrigada por partilhares! Boas dicas :)

    Beijinho,
    http://cereja-dooce.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)