Orgulhosa

sexta-feira, maio 08, 2015 Ariadne 0 Comments

Há uns dias esteve um senhor na farmácia a pedir-me uma Aspirina, mas daquelas que "tornam o sangue mais líquido". Ora, perguntei-lhe se fazia por indicação do médico ao que ele me responde um 'sim' tremido; desconfiei e fiz-lhe mais perguntas: para que situação é que o médico tinha prescrito, durante quanto tempo e há quanto tempo. O senhor começou a engasgar-se um pouco e diz que se sente melhor quando toma a Aspirina normal.
A Aspirina normal, aquela para dores e constipações, é diferente desta Aspirina para o sangue; apesar de serem o mesmo fármaco, são doses diferentes, e a última é utilizada na prevenção de AVCs em pessoas que já tenham tido um episódio. Tomar em excesso ou sem necessidade, ou seja, em pessoas sem problemas formação de trombos, pode levar a hemorragias. Expliquei isto ao senhor, aconselhei-o a procurar o conselho de um médico, e ele, muito calmamente, agradeceu e disse que tinha consulta brevemente. (Fiquei espantadíssima com a reação dele perante o 'não'; muito calma e educada. Estou tão habituada às pessoas agressivas)
No início desta semana ele esteve na farmácia e veio falar comigo, a agradecer-me e a dizer o que o médico lhe disse: "Abençoada farmacêutica". Fiquei tão contente e orgulhosa de mim mesma; sei que faço um bom trabalho e serviço à comunidade, mas é sempre bom ser reconhecida e saber que o senhor simplesmente não foi a outra farmácia comprar o medicamento e pediu mesmo o aconselhamento médico.

Há dias bons!

0 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)