Há filmes que nos fazem pensar

domingo, junho 07, 2015 Ariadne 0 Comments

Vivo demasiado tempo a preocupar-me com o futuro e a relembrar-me do passado (bons e maus momentos), que não aprecio na realidade o presente. As minhas preocupações com o futuro são sempre as mesmas: algo de mau acontecer com a minha família, a morte inevitável (ainda que só venha daqui a décadas) dos meus pais, não ter trabalho, ou pior, ficar presa num trabalho que não goste só porque não tive a coragem de mudar por medo das contas que tenho de pagar, discutir constantemente com o D* que se torne impossível lidar comigo. 
Ando irritadiça, mas a folga fez-me bem. Quantas não são as vezes que digo a mim própria para não me preocupar tanto e focar no que estou a viver e não numa preocupação futura que ainda não se concretizou? Não o digo com força suficiente para acreditar minimamente nas minhas palavras. 

O filme que despoletou esta reflexão foi o About Time, em que um jovem tem a capacidade de voltar atrás no tempo na sua própria vida. A certa altura ele faz a seguinte reflexão, com a qual eu concordo bastante. 

"I just try to live every day as if I've deliberately come back to this one day, to enjoy it, as if it was the full final day of my extraordinary, ordinary life."

À noite é sempre tudo muito mais fácil, porque temos sempre em mente que no dia seguinte vamos fazer o que queremos, sem perder a coragem que sentimos naquele momento, mas a realidade é que a noite, apesar de ser boa conselheira, também apaga muitas boas vontades e a manhã trás nada de novo, voltando a repetir os mesmos erros.

"There's a song by Baz Luhrmann called Sunscreen. He says worrying about the future is as effective as trying to solve an algebra equation by chewing bubble gum. The real troubles in your life will always be things that never crossed your worried mind."

About Time

0 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)