Regresso ao trabalho mais saudável

segunda-feira, setembro 28, 2015 Ariadne 0 Comments


O verão já chegou ao fim e muitos de vós devem regressar às aulas ou ao trabalho. Este post é dedicado a planear um regresso saudável ao trabalho e à rotina, diminuindo os sintomas de ‘depressão pós-férias’.


Planear o regresso
A tentação de prolongar as férias até ao último minuto é compreensível – afinal, férias nunca são demais... Mas isso pode implicar, por exemplo, uma viagem tardia dde muitos quilómetros, cansativa, quer se esteja ao volante ou não.  Pode implicar dormir pouco na noite anterior ao primeiro dia de trabalho, já que é sempre preciso descarregar e arrumar a bagagem e fazer alguns preparativos para a manhã seguinte. Quando se chega ao emprego, e perante a simples ideia do trabalho acumulado que é preciso recuperar, não admira que o stress comece logo a dar sinais de vida.
Há, pois, que contrariar essa situação:
- Tente regressar a casa um ou dois dias antes de ir trabalhar;
- Reajuste nesses dias os horários de sono e das refeições;
- Experimentte regressar ao trabalho numa quinta-feira: assim, o regresso custa menos, pois só trabalha dois dias e logo a seguir tem o fim de semana (isto é para os felizardos que folgam aos fins de semana);
- Na véspera de regressar, procure ter uma boa noite de sono;
- Acorde com tempo para as suas rotinas matinais; faça um pequeno almoço saudável, rome-o tranquilamente, e saia de casa sem pressas.

Retome as rotinas gradualmente
Tudo depende da profissão que se tem, mas é natural que, durante as férias, as tarefas se tenham acumulado. O que pode alimentar a tentação de querer despachar os assuntos pendentes o mais rapidamente possível. Nada mais errado – assim está a abrir-se caminho ao stress, à desconcentração, e o capital de prazer e tranquilidade das férias esgota-se mais depressa do que devia. 
Na medida do possível, há que (re)começar gradualmente:
- No primeiro dia, chegue ao local de trabalho um pouco mais cedo que o habitual – assim, apropria-se calmamente das rotinas de trabalho;
- Não tente passar da produtividade zero à cem; faça uma traiagem do trabalho acumulado e defina prioridades;
- Procure não resolver assuntos importantes logo no primeiro dia – assim tem tempo de se atualizar;
- Tente não sair tarde do trabalho – ainda conseguirá fazer alguma coisa agradável antes do jantar e a transição de horários é mais suave.

Recupere os hábitos saudáveis
As férias são – e é natural que sejam – momentos em que as rotinas se quebram. Independentemente do destino, come-se e bebe-se de maneira diferente. A atividade física, dependendo do desstino, claro, naturalmente é reduzida. Também as rotinas de sono se alteram nas férias – quem não se deita mais tarde nessa altura e acorda já a meio da manhã? Para compensaar, há que voltar ao caminho ddos hábitos saudáveis quando se regressa ao trabalho:
- Faça uma alimentação equilibrada e diversificada que lhe forneça os nutrientes necessários para uma boa saúde física, emocional e intelectual;
- Comece o dia com um pequeno-almoço equilibrado que dê energia para as horas seguintes;
- Não esteja mais de três horas sem comer – o jejum prolongado, ao afetar os níveis de açúcar no sangue, potencia a irritabilidade e a falta de concentração;
- Faça uma merenda a meio da manhã e um lanche a meio da tarde;
- Aproveite a moda das marmitas e faça um almoço mais saudável – com vitaminas, minerais, hidratos de carbono complexos e aminoácidos;
- Enquanto o tempo está agradável, se puder, comece a almoçar ao ar livre e relaxe;
- Beba água – 1,5 a 2L/dia;
- Se ia ao ginásio, retome esse hábito.
- Se possível, faça uma caminhada ao fim do dia;
- Estacione o carro um pouco mais longe e vá a pé até ao trabalho;
- Se usa os transportes públicos, saia uma paragem antes da habitual e faça o resto do percurso a pé;
- Troque o elevador pelas escadas;
- Aproveite a hora de almoço e, em vez de ficar sentado, dê uma volta pelas redondezas.

Aproveite a energia
Pense no regresso ao trabalho como o início de um novo ciclo e aproveite que recarregou baterias nas férias para algumas mudanças. Por exemplo:
- Redecore o seu espaço de trabalho – basta mudar alguns objetos para parecer outro;
- Foque-se no futuro: inicie aquele projeto que ficou na gaveta; ponha as suas ideias em ação;
- Comece a planear as próximas férias – assim, sente-se mais motivado(a) para enfrentar os meses de trabalho que voltou a ter pela frente.

Depressão a seguir às férias?!
Sim, é possível sofrer aquilo que se designa como depressão pós-férias. Os sinais são: sensação de nostalgia; tristeza ou apatia; perda de apetite; insónia; dificuldade de concentração; ansiedade e stress.
O stress tem má fama, mas a verdade é que se trata de uma resposta positiva do organismo. Digamos que nos mantém alerta. O problema é quando é em excesso. Nesse caso, pode conduzir a comportamentos pouco saudáveis como beber, fumar e comer demais e abrir a porta a doenças como as cardiovasculares. Há pois que aprender a geri-lo. E se há local onde é mais importante manter o stress sob controlo o local de trabalho é um deles. Assim, quando sentir que está a chegar ao limite faça uma pausa, respire fundo, vá até à janela ou à rua, converse com um colega, foque-se em algo ou alguém que lhe dá prazer. E porque prevenir é preferível, cuide de si: coma e durma bem, pratique exercício físico, reserve tempo para si – leia ou oiça música, por exemplo, e desligue (mesmo) do trabalho quando não está a trabalhar.

Mais leituras:

0 comentários :

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)