Preparar o sistema imunitário para o inverno

sexta-feira, novembro 20, 2015 Ariadne 1 Comments

Hoje trago-vos alguns esclarecimentos sobre a vacina da gripe e alguns passos para fortalecer o sistema imunitário.


A gripe é uma doença aguda viral que afeta predominantemente as vias respiratórias. O vírus é transmitido através de partículas de saliva de uma pessoa infetada, expelidas sobre­tudo através da tosse e dos espirros, mas tam­bém por contacto direto, por exemplo, através das mãos.

No adulto, a gripe manifesta­-se por início súbito de mal-­estar, febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e tosse seca. Pode também ocorrer inflamação dos olhos. Nas crianças, os sintomas dependem da idade. Nos bebés, a febre e prostração são as manifes­tações mais comuns. Os sintomas gastrintesti­nais (náuseas, vómitos, diarreia) e respiratórios (laringite, bronquiolite) são frequentes. 

A gripe é, habitualmente, uma doença de curta du­ração (até 3 a 4 dias) com sintomas de intensidade ligeira ou moderada, evolução benigna e recupera­ção completa em 1 ou 2 semanas. Nas pessoas idosas e nos doentes crónicos a re­cuperação pode ser mais longa e o risco de com­plicações é também maior, nomeadamente, pneumonia e/ou descompensação da doença de base (asma, diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal).

A gripe pode ser evitada através da vacinação anual. Evitar o contacto com pessoas com a doença e lavar frequentemente as mãos ajudam a diminuir a probabilidade de contágio.
Devem ser vacinadas as pessoas que têm maior risco de sofrer complicações depois da gripe: 
» Pessoas com 65 e mais anos de idade, principal­mente se residirem em instituições; 
» As pessoas com mais de 6 meses de idade que sofram de:
» Doenças crónicas dos pulmões, do coração, dos rins ou do fígado;
As pessoas com alergia grave ao ovo ou que tenham tido uma reação alérgica grave a uma dose anterior de vacina contra a gripe não devem ser vacinadas contra a gripe.

A vacinação contra a gripe reduz muito o risco de contrair a infeção e se a pessoa vacinada for infetada terá uma doença mais ligeira. No entanto, a vacinação não confere proteção a longo prazo, porque o vírus muda constantemente, sur­gindo novos tipos de vírus para os quais as pes­soas não têm imunidade e a vacina anterior não confere proteção adequada. Além disso a imunidade conferida pela vacina não é duradoura.

A vacinação deve ser feita, preferencialmente até ao final do ano, podendo, no entanto, decorrer durante todo o Outono e Inverno. As pessoas com 65 anos ou mais podem fazer a vacina gratuitamente nos centros de saúde, sem receita médica, guia de tratamento e sem pagar taxa moderadora. As pessoas pertencentes a grupos de risco residentes em instituições ou internadas também podem vacinar-se gratuitamente.

As pessoas com menos de 65 anos podem comprar a vacina nas farmácias com receita médica e é comparticipada. Depois de comprada, a vacina deve ser administrada logo que possível. Se a levar para casa para administração posterior, a vacina deve ser conservada dentro da embalagem, no frigorífico, entre +2º e +8ºC (nas prateleiras do meio do frigorífico e não na porta).

10 passos para fortalecer o sistema imunitário
Lavar as mãos frequentemente
Não fumar
Ter uma alimentação rica em fruta, legumes e grãos integrais e pobre em gordura saturada
Manter um peso adequado à estatura
Vigiar a tensão arterial periodicamente
Fazer exercício regularmente
Dormir o suficiente
Consumo moderado de bebidas alcoólicas
Fazer um check-up regularmente
Aprender a gerir o stress

1 comentário :

  1. Que bom post. Como sempre :)
    Queria tomar a vacina mas a minha médica não me passa a receita... (sou isenta) -.-

    ResponderEliminar

Partilhem a vossa história comigo. Todos os comentários serão respondidos nesta página, por isso toca de selecionar a opção "Notificar-me" no cantinho direito ;)